ALERTA VERMELHO: BLOGUEIRO MARCADO PARA MORRER PEDE SOCORRO

Posted on 7 de julho de 2011 por

0



AJUDEM A DIVULGAR

Sexta-feira, 1 de Julho de 2011

BLOGUEIRO AMEAÇADO DE MORTE POR DENUNCIAR MILÍCIA NO ES (livre publicação)

De: “lungaretti@uol.com.br” <lungaretti@uol.com.br>Exibir contato
Para: “naufrago-da-utopia@blogspot.com” <naufrago-da-utopia@blogspot.com>

CELSO LUNGARETTI

“Chamo a sua atenção para a matéria Julio Cesar: delegado é acusado de formar milícia no ES Veja se pode me apoiar divulgando o caso, pois estou ameaçado de morte.”

Recebi este apelo do bravo guerreiro Antuérpio Pettersen Filho, que preside a Associação Brasileira de Defesa do Indivíduo e da Cidadania e edita o jornal eletrônico Grito Cidadão.

Veterano de muitas batalhas, o Pettersen é a última pessoa do mundo de quem possamos suspeitar de alarmismo. Afianço: a ameaça é séria e todos que puderem ajudar em algo, devem fazê-lo o quanto antes.

O motivo são as denúncias que ele vem fazendo contra Julio César Oliveira Silva, delegado de Polícia Civil que Pettersen acusa de ser remanescente do Esquadrão da Morte e continuar até hoje envolvido com o crise organizado.

Isto, aliás, se verificou também com seu extinto congênere paulista, desbaratado pelo promotor Hélio Bicudo. Inicialmente protegido pela ditadura militar, o bando do delegado Sérgio Paranhos Fleury perdeu o apoio da caserna quando Bicudo provou que nada tinha de justiceiro, apenas exterminando traficantes menores a soldo de um traficante maior, que queria eliminar a concorrência.

Eis a ficha do delegado Júlio Cesar, segundo o blogueiro:

Até outro dia ocupando o cargo de Chefia Geral de Polícia Civil, (…) o delegado de Polícia Civil Julio César Oliveira Silva [é] egresso de breve carreira na Polícia Federal, (…) membro atuante da proscrita Escuderia Le Cocq, banida por determinação do Ministério Público, ainda assim, ocupante do mais alto cargo na hierarquia da Polícia Civil capixaba, famoso por suas ligações com o submundo do crime… [Agora ocupa] o cargo de delegado titular da Divisão de Promoção Social da Polícia Civil, órgão que maneja licenças médicas e afere legalidade para o porte de arma dos policiais civis, (…) onde tem menos visibilidade, (…) no entanto, vem o Delegado usando das suas faculdades para promover seus interesses pessoais e escusos.

Por estar na mira de inimigos extremamente perigosos, Pettersen decidiu encaminhar “pedido de medidas protetivas de vida ao Ministério Público Federal, próprias do Programa de Proteção a Testemunhas, a fim de que sejam tolhidos os que compõem a gangue que parece ter assumido o controle da Polícia Civil capixaba”.

O alerta está lançado: nossa solidariedade talvez represente a diferença entre a vida e a morte para Pettersen!

NB – NOTÍCIAS DO BRASIL, ATENDENDO AO PEDIDO DO COLEGA CELSO LUNGARETTI, NOSSO COLABORADOR. OTÁVIO MARTINS – EDITOR.

Anúncios